01/03/2012

Jovilson Pereira de Carvalho


Post Image Agora, eu me sinto uma águia, antes não mais do que uma ave rastejante.
"Algumas vezes na vida tive oportunidade de falar em público mas recusei a fazê-lo em razão de não me sentir seguro o suficiente e principalemnte temendo algum "branco". Descobri no curso-treinamento que o lapso da memória acontece, entre outros entraves, por não ter interiorizado o esquema da fala, como as palavras-chave, isso em relação ao assunto principal e daí por diante. Ainda não sei como será a minha participação nas reuniões e entrevistas que advirão, mas uma certeza que tenho é que usarei as técnicas aprendidas. Outro fator que redescobri é que estou "esculpido" e pronto para os desafios, essa constatação deve-se à proposta do curso de "olhar para dentro". Sinto-me extremamamente feliz em ter conseguido participar do treinamento. Agora, eu me sinto uma águia, antes não mais do que uma ave rastejante. Muito obrigado!"
Jornalismo, Jornal de Itaquera

 
Veja mais depoimentos